30 de jan de 2002

Espiral de Esperança

Se caem corpos
Se caem vivos
caem raios
entre livros

Se sobem mortos
Se sobem mitos
Sobem lá
sentem frios

Roda, anda, desce
Cruza, rosna, cresce
corpo é
alicerce

Olha, cria, acusa
troca letra abusa
mente é
arapuca

Gira olha o norte
filha ouve o corte
sangue é
transporte

Espera tempo aponta
relógio mudo conta
vida é
afronta

Acorda o dia reto
olha a luz direto
um boa dia
feto

29 de jan de 2002

Eu adoro as mulheres

"O tabaco mata. Se você morrer, você perdeu uma parte importante da sua vida"
-Brooke Shields, em uma entrevista sobre a campanha americana contra o tabagismo

"Essa lesma sem escrúpulos merece ser morta a coices por um asno... e eu sou justamente a pessoa indicada pra fazê-lo!"
-Claudia Schiffer, sobre Naomi Campbell

"Eu não cometi crime nenhum. Tudo o que eu fiz foi não respeitar a lei..."
-Jennifer Lopez, quando detida com Puff Daddy

"É maravilhoso estar aqui, no grande estado de Chicago!"
(Obs : Chicago é uma cidade do estado de Illinois)
- Jennifer Lopez

"Não é a poluição que agride o meio-ambiente. São todas estas impurezas no nosso ar e na nossa agua que o fazem."
- Pamela Anderson

"Q: Qual país a convidou pra desfilar?
R: Eu ainda não posso dizê-lo, mas em avant-première, eu posso lhe dizer que se trata de um pais brasileiro que se encontra não muito longe daqui."
- Kate Moss

A MELHOR DE TODAS:
"Q: Se houvesse um holocausto nuclear, qual casal (homem + mulher) você escolheria pra preservar e multiplicar a raça humana?
R: O Papa e Madre Teresa de Calcuta."
- Carolina Zuniga, durante concurso de Miss Chile

Agora então eu as adoro mais ainda. Viva as mulheres!

Isso é uma lição para as feministas que colocam os homens em estereótipos, dizendo que todos somos canalhas insensíveis.

Pois é, se eu usar a coleta ai em cima posso dizer que todas as mulheres são Estúpidas ...
Agora pensem na Jennifer Lopez antes de dizer que todos os homens são iguais.

O Blog do meu irmão

28 de jan de 2002

Poesia sem graça e sem nome

A todo instante
Vejo na estante
aquele sestante
que robei do pedante
naquele mirante
em que ele tão falante
descrevia um elefante

Como um acorde dissonante
Agarrei sua amante
e ele num rompante
veio de atacante
Achei interessante
que o piso derrapante
o levou adiante
em queda constante
para o solo distante

Eu parei de escrever quando percebi que podia continuar com isso por horas.

Meu case de CDs

Funker Vogt - Killing time Again (preciso ouvir o novo deles, mas até agora esse é o melhor)

Bela Bartók - Coleção Universo Clássico (Eu sei ser clássico)

Eisturzende Neubauten - Tabula Rasa (Nunca saia de casa sem um deles)

FLA vs. Die Krupps - The Remix Wars Strike 2 (Isso é muito foda, comprei esse cd na época em que era barato, nunca me arrependi só tem música foda, queria muito tocar isso em festa pra ver no que vai dar)

David Bowie - OST Labyrinth (O melhor performer do mundo canta o filme da minha infância)

Chemical Brothers - Dig your own hole (uso pra acordar)

Morphine - Like Swimming (isso é muito foda, eu falei isso aqui?)

Joy Division - Heart and Soul vol. 1 (é o unknown pleasures, mas fala diferente)

Godflesh - Slavestate (industrial metal na veia! Esse som em faz mebrar pq eu tenho cabelo comprido)

Eisturzende Neubauten - Ende Neu (eu nunca saio de casa sem dois deles)

Placebo - without you i´m nothing (to ouvindo agora, gosto muito do som desses caras. Caras?)

Vários - Celtic Nights (música de fadinha pra equilibrar o pH depois de ouvir joy division)

Brubeck quartet - Brubeck quartet (Jazz fusion bunitinho de ouvir)

Eu adoro meu gosto musical, se bem que ta faltando muita coisa. Isso se deve ao fato d´eu ainda não ter gravador de cd, minha coleção de mp3 é muito mais sinistra.
Bem, respirando fundo e vamos tentar reescrever o tal post que perdi, to fazendo um doce tal pra isso e depois vou ver que é mó besteira ...
Ah, a imagem no post anterior ficou meio grandinha, então deve demorar um pouco pra baixar ...

O que eu queria dizer é que um pouco da aflição que eu tava em relação ao emprego novo passou. Tem alguns motivos pra isso, e com tal eu descobri os motivos que me faziam sentir mal ...
Como disse a Carol, é "o primeiro lugar em que trabalho que parece uma empresa", e é verdade, aqui é tudo certinho, as pesoas tem aquele humor básico de adulto, o que pra mim é bem austero, rola toda uam burô, eu até to me vestindo mais comedidamente pra vir pra ca, olha que coisa, mas agora ta mais tranquilo, as pessoas já riem de minhas piadas e vice versa, em fim, to me sentindo mais em casa. Outro pânico que eu tinha era relativo a qualidade do trabalho, virtuose minha ou não eu acho as animações do voxcards muito fraquinhas e os personagens meio feinhos, mas num é nem um feinho estiloso, afinal estilo é muito melhor que beleza, eu acho ruinzinho mesmo, mas tem coisas boas. Em fim, o que me pertubava é que segundo os acompanhamentos o povo quer é coisa feia mesmo e isso eu não sei se sei fazer, e fiquei meio constipado, como disse muito bem meu irmão "é o meu primeiro contato com o mass media" e é verdade, antes eu sempre trabalhei com coisas seguimentadas e o meu trabalho autoral, bem, é autoral. Ai fiz uma série de cartões meio numa do vou ver colé, fiz com um estilimho rasoável, animação não grandes cosias mas com um bom acabamento, a resposta do público foi boa, meu cartão ta em primeiro lugar de envio já a uma semana. Não sei bem o que é, mas parece que eu entendi o que tem que ser feito, tomara que eu mantenha o pique. De todos que fiz dois já estão no ar, os outros entram mais tarde, entram cartões novos toda semana, quem quiser acompanhar meu trabalho na voxcards é só chegar na busca da página e digitar romulo, ai vai aparecer todos os cartões de minha autoria (2 por enquanto). Sobre o fato dos cartões voxcards serem bons ou ruins o nícolas colocou bem: "é uma animação gratuita, que o cara envia", não tinha me tocado do peso disso. Pra terminar, outra razão d'eu estar me sentindo mais em casa é que o amigo Ronaldo estar trabalhando aqui agora fazendo altas animações em flash tb, palmas para ele senhoras e senhores....
E é isso, aos pouquinhos a coisa vai melhorando ...


O monstrinho feio ai é pra um lance que eu e a galera da rio video tamu armando, eu não me considero um desenhista, mas acho que ficou dígno pelo menos ...

Puta que o pariu, que calor desgraçado ...
tem gente que põe informaçõe do clima na página, eu vou por tb ...

Rio de Janeiro
Sol Min 138° Max 274°

Pelo menos assim me sinto ...
Ah, a festin anunciada a baixo foi crasse, se pegar vai ser uma onda boa pro domingão a tarde ...

25 de jan de 2002



Festim boa pra galera ...
Putz, fiquei uns 40 minutos preparando a porra de uma mensagem pra na hora que eu fui postar deu merda no blogger ...
you bastards ...

23 de jan de 2002

Foi ontem que na coluna do arnaldo jabour tinha uma crônica em que ele ligava pro nelson rodrigues, pra chorar suas preocupações sobre o mundo. Lá no céu tava o nitch tb e esse tipo de coisa, ta bem escritinho, vale a pena ler. Mas a grande graça é que seria um alvo que eu escolheria pra tacar uma bomba, ia o arnaldo o nelson e o nitx pro vinagre. No tal céu tb tava o hegel, hegel é legal, me amarro nele, me sinto mal de nunca ter lido nada dele mesmo, só literatura comentada e análize. No céu tb tava o marx, gente boa, mas eu num ia me incomodar muito não se a uns fragmentos voassem na perna dele, não na dele exatamente, a perna é uma metafora pra galera pela saco que fala do marx a rodo sem nunca ter lido, até pq ler marx é um saaaaaaaaaco. Em fim, pau no cu do arnaldo jabour, que as vezes é até engraçadinho (afinal nada é absolutamente bom ou ruim) mas é daqueles pretenciosos que se prendem aos gênios do passado e não admite que temos gênios hj em dia fazendo coisas muito boas e, muitas vezes, superando os gênios do passado. Pau no cu do nitch, que tem um intento muito bom ao defender a vontade sobre todas as coisas, mas esquece que defender a vontade é defender a liberdade e defender a liberdade é não condenar ninguém, ou seja, paradoxo ambulante, pretencioso até a morte, aliás eu consegui comprar num preço módico o vontade de potência, que é meio rarinho, foi legal, qt terminar de ler vou mandar a resenhar e lançar a campanha pau no cu do nitch, isso vai ser divertido. Pau no cu de nelson rodriguês, um puta escritor, pra mim o cara que mais se aproximou do coloquial na literatura, grd construção de texto, mas historinhas babacas que todo mundo acha genial, coisa de quem não vive, funciona pra galera que se isola e não fala com os vizinhos e precisa desse tipo de referência, pra mim que cresci no suburbão vendo as coisas acontecerem, não funciona, não adiciona nada e ainda por cima não corresponde a realidade, coisa que o autor parecia pretender nas entrelinhas, em fim, funciona, mas não muito comigo. Basicamente, os três entendem que o mundo é um caos, que o humano é um ser controverso, mas os três acham a vida uma merda, que se fodam, a vida é maneira pra caralho! E eu mando tomar no cu qq um que duvide disso.
Morte ao smashing punpkings (que nem é de todo ruim, mas serve de icone deprê), vida longa ao Squirrel Nut Zippers (que é fodão mesmo, nem tem o que dizer de ruim)

21 de jan de 2002

Cara, o filme do domingo maior ontem foi o máximo, não gravei o nome dele em português, mas deve ser um desses "desafios mortais" da vida, em inglês é hellbound. O filme é com o Chuck Norris, tem na produção o Golan, que produziu todos os comando delta, e trilha sonora do george clinton ( ! ). Basicamente é o chuck norris interpretando o chuck norris batendo no demônio numa história sobre investigação de antiguidades e demonologia. Nossa como eu ri, foi ótimo pra fechar meu fim de semana com chave de ouro, depois de comer uma bela pizza que ta me fazendo mal até agora. Tem uma cena que rola do demônio arrancar o coração de um cara e depois tacar em cima do chuck a para da cai quicando no chão igual pedra, muito foda. A única coisa que ficou levemente profissa no filme era a lente que o cara lá que queria trazer o caos e a destruição pra terra usava, fazia ele ficar com olho de bode, freak! De resto foi divertidíssimo, pena que não vi até o final, merda de vida de adulto em que eu não posso mais dormir a hora que quiser, já eram uma da manhã e eu fiquei preocupado em chegar tarde hj no trabalho. Mas o raphael supôs que o chuck derrotava o demo com um daqueles ABshaper que ele anuncia num teleshop da vida, ai o demo ficava fazendo abdominal pra toda eternidade ...

De resto esse foi o final de semana em que meu dinheiro acabou, fui na feira de são cristóvão, eu adoro aquele lugar ...
Pena que nunca mais encontrei o cd do sabio supremo ...
Eu conto essa história depois ...

18 de jan de 2002

Tava conversadno com meu irmão ontem e ele lembrou bem.
Ontem eu postei afirmando que o único mapeamento possível pra mim dentro da mitologia de changelling era boggan, mas eu sou muito pouco metódico pra ser boggan no final das contas e muito embora adore gerar padrões e brincar com eles, minha atitude é sempre mais de transformação do que de conservação ...
Ai fui muito bem lembrado de que eu simplismente não cogitei os Eshus, É que a banalidade me corroendo não deixava eu lembrar o que eu era. Eshu é o qeu há pra mim, tenho ascendência espiritual e ciganos, já fui contador de histórias, jogo baralho cigano e minha maior depressão é a de nunca viajar tanto qt eu quero. Carol mesmo sabe que minha viagem mais comum é a de largar tudo e sair por ai. Mas a covardia da vida moderna me impede. Fraco eu.
Tb tem as grds coincidênciologias da minha vida, eu realmente costumos estar no lugar certo na hora certa e muitas vezes eu leio ou escuto alguma informação e alguém me questiona sobre aquilo pouco tempo depois. O que me faz parecer muito mais inteligente do que eu realmente sou... Mas sou erudito, raso no final das contas ... Ainda falta muito pra eu ser gente.
E por ai vai, lembrar meu kith ajudou a segurar um pouco a barra, mas mais e mais a banalidade vem e me faz ficar sentado nessa cadeira ...

17 de jan de 2002

vi senhor dos anéis ontem de novo ...
Fica melhor cada vez que vejo ...
Por esses dias eu senti a banalidade me consumindo. Sério, acho que estou transitando de wild pra grump. Eu não esperava que fosse tão depressa, eu só tenho 23, e nem sabia que ia doer tanto. Qd eu mudei de childling pra wild foi tão divertido, pareceia que a banalidade era um preço a se pagar pela liberdade maior de ir e vir. Mas grump... Eu senti o mundo inteiro andando e eu parado, com o vento gelando minha alma, foi horrível, minha expressão ficou a mesma por horas, a boca reta, os olhos retos. Qd percebi comecei a fazer careta, mas fui para o banheiro, se fizesse aqui na sala onde eu trabalho poderia ser pior, acho que ia ficar ainda mais frio. Acho que sei dizer exatamente o que engatilhou a mudança. Foi o PIS. Isso mesmo, o PIS, um troço que vc faz que tem a ver com o fgts, acho que o dia que eu entender e souber explicar o PIS eu caio de vez no abismo da banalidade. Em fim, eu me senti diferente no dia em que eu soube que eu ia ter um negócio desses. Essa semana eu vou assiná-lo. Tenho medo, muito medo...
Se meu mundo morrer eu vou acabar achando blog uma perda de tempo improdutiva, qd me toquei que ue tinha largado o blog de mão me toquei que isso estava perto, e vim corrento postar em massa, foda-se se alguém me der esporro. Blog é o meu analista gratuito e ele me entende melhor do que qq analista. Se isso fosse uma análize eu ia ter que explicar o que é um grump e por ai vai. Mas não ...
Meu kith? Nem sei se tenho um, eu queria ser um sátiro, mas não sou, tenho libido, mas não carisma. Eu queria ser um Sidhe, mas não sou, me falta muito em encanto e beleza. Eu queria ser um pooka, mas não sou, não me identifico com nenhum animal pequeno, embora pequeno eu seja. Eu queria ser um sluagh, mas não sou magro e falo alto. Eu queria ser um troll, mas sou fraco. Eu não queria ser um nocker, até pq a minha família toda é (meu irmão e meu avô) e não tenho lá grds afinidades com traquitanas. Eu não queria ser boggan, quem quer ser um boggan afinal? Mas acho que é isso que sou, baixinho, comilão, artesão (de computador eu sei, mas artesão)... eu sou um hobbit ...
Vi from hell...
O filme é bem bacana, eu gostei bem. A ritmo cai um pouco no meio do filme mas recupera bem mais pro final. A produção é do caralho (acho incrível como não se erra mais, boa produção vai deixar de ser diferencial daqui a pouco) figurino foda, cenografia foda, direção de arte acertada (num ousa, mas tb não erra ao fazer o clima da hq, perfeito). No quadrinho a trama fica bem mais desenvolvida, pegam bem mais detalhes relativos a massonaria em sí. Não me foi novidade eles pegando mais leve no envolvimento da massonaria, mas botou algumas coisas relevantes da trama pra fora. Ainda assim o filme se sustenta bem, me divertiu pelo menos.

Atenção Atenção!
Revelada a verdade sobre John Depp!

Ele na verdade é um imortal (igual nos filmes da série Highlander, lembra?) que usou diversas identidades no decorrer da história para investigar os mistérios do oculto e do desconhecido (to ouvindo joy division, rapaz como isso é bom!) em busca de uma saida pra sua imortalidade.
Podemos vê-lo em 1799 sob a identidade de Constable Ichabod Crane investigando a pequena cidade de Sleep Hollow atraz de uma referência óbvia a mitologia dos imortais, o cavaleiro sem cabeça. Mas infelizmente dessa vez ele apenas flertou com a bruxaria e não conseguiu resolver seu dilema. Em compensação ele deu uns pegas na Christina Ricci, que inveja.

Depois temos registros do investigador imortal em 1888 mas dessa vez usando a identidade de Fred Abberline, um investigador da polícia londrina que tinha fama devido as suas visões e a seus poderes paranormais, óbviamente uma manifestação de seus poderes de imortal. John dessa fez investigou os crimes de Jack o estripador, acreditando que o assassino estava em busca de imortais pois sempre começava seus crimes degolando a vítima. O pq de o famoso criminoso londrino buscar imortais entre mulheres da vida permaneceu em mistério para nosso investigador. Como sua presença na cidade ficou por demais notória, principalmente em círculos místicos que, sabia ele, são apinhados de imortais, ele não deu mole e forjou a própria morte com uma overdose de láudano. Pra compensar ele deu uns pegas na Heather Grahan, que é uma puta ruivassa, muito gata tb.

E por final podemos ver o detetive incansável nos dias de hj, mas sob a identidade de Dean Corso um negociador de antiguidades com foco especial em livros antigos. Nesse momento John buscava nos registros do passado a solução para o seu dilema de imortalidade. Nesse registro vemos finalmente esse imortal encontrar a luz num pacto com o pai vermelho, onde pensou nosso herói "Que se foda, vou cair na putaria", pois é sabido que esse imortal, tal como eu, adora putaria tb. Tanto que nesse registro podemos ver ele dando uns pega na Emmanuelle Seigner, que nem faz muito meu estilo mas é de respeito.

Ou seja, não adianta vir de tesourinhas na mão e nem ficar rodando em las vegas, nós sabemos a verdade john. E morremos de inveja por vc já ter pegado tanta mulé gostosa. Vai lá John! Come a Catherine Zeta Jones agora, ou ainda, come a Angelina Joe!

Putz ...
Aqui estou eu de novo ...
Faz um tempo que eu não atualizo isso aqui e isso me entristesse muito ...

É bizarro, to trabalhando de verdade agora, digo, sempre trabalhei de verdade, mas é qeu agora eu realmente to fazendo algo que gosto, em outros trabalhos eu atualizava o blog e jogava jogos on line pra fugir de trabalhos chatos e para respirar um pouco. Que nem fumar um cigarrinho sabe?

Agora que eu nem mais fumo (Consegui senhoras e senhores!!!!) fica tudo tão tranquilo, eu chego, na hora (surpreendente neh?) faço animações, trabalho no lay out do saite, fico pensando coisas interessantes para oferecer ao nosso público, é incrível o qt eles sabem dos usuários do voxcard, o trabalho é muito profissional, com certeza é o ambiente de trabalho mais profissional que já tive, todos os outros eram meio mambembes. É tudo tão gostoso que me absorve ... Mas vou me coordenar pra postar regularmente, gosto muito de blog e desde que eu montei eu passei a pensar "em termos de blog", eu categorizo os eventos do dia a dia e idéias em blogáveis e não blogáveis ...
O próximo nível é criar as categorias de post, eu andei um tempo vendo a tecnologia pra isso mas parei depois, ando ocupado.

Em fim, óbvio que trabalhar aqui não é perfeito, as pessoas são bacanas mas são cidadãos respeitáveis, bem nascidos e bem criados. O único freak aqui sou eu, mas como sou muito cosmopolita me adequo bem, mas a banalidade me consome por dentro apesar de tudo. Eu sinto isso. Passei a trazer o diskman para dentro do trabalho e não apenas para o trajeto de ir e vir. Uso meu indutor de autismo (nome carinhoso que dou pro meu diskman) pra ficar de cara reta pro monitor fazendo animações e tentando sugar o glamour que sai delas, assim não sinto tanto a falta de interação inter pessoal.

É isso ai people, i´m back ...


8 de jan de 2002

Aha!
Aposto como vcs estavam apreensivos esperando meu post neh?

Não? Nossa vcs são sem graça hein...

Bem, é meu primeiro post no meu trabalho novo no vox cards, óbvio que ainda não tem nada meu no ar, mas qdtiver aviso aqui ...
To gostando, as vezes parece até bom de mais para ser verdade ...

Trabalhando com Design puro, nada de tecnicismo, apenas concepção de interface e animação de cartões digitais ...

Só não arrumei ainda um esquemão bom pra cumê, vou ter que comprar outra marmiquente (eita papo de pobre) ...

O pessoal aqui é legal tb, nenhum nerd, nehum freak, nenhum geek ...
Me sinto tão só ...

3 de jan de 2002

Segunda eu já começo no Vox Cards ...
Num vou ter nem o fim de semana pra descansar, vou estar enfiado aqui na D8 finalizando o saite ...
Well, se la vi ...
Eu e o Senhor dos Anéis

Lá fui eu ver o filme, estava puto por não ter visto no dia 1º e lá fui ver no dia 2 a noite ...
O filme é lindo, foda pra caralho, um desbunde ...
Pessoalmente a unica coisa que me incomodou um pouquinho (e muito pouco mesmo) foi os travellings toda vez que a cena ia para Izendard, a torre do Saruman. Mas meu irmão defendeu muito bem, mostrando que aquilo servia para ressaltar a transformação de Izengard, toda bela na chegada de gandalf, em uma fortaleza negra de sauron.
O filme é foda. É daqueles que vc assiste, sai do cinema quieto, e alguns dias depois ainda fica paralizado lembrando das cenas, dos personagens, da adrenalina, das lutas, dos efeitos ...

Fiquei preocupado pois reparei que o público saiu meio decepcionado do filme, memes captados pela anteninha na saida do filme:
"história sem pé nem cabeça"
"O filme não tem final"
"Pq uns tinham orelhas esquisitas e outros não?"

Ou seja, fico com a impressão que o filme não está suficientemente didático, mas é impossível pra mim me colocar no lugar de quem não tem nenhuma referência de Tolkien... Já li os livros, jogo RPG há uns 12 ou 13 anos (impossível disassociar) e muito embora não seja nenhum grd entusiasta (como o thales por exemplo, que lembrou bem, o Legolas tinha que ter cabelo preto e não loiro, ele é elfo de Mirkwood!) sou um humilde admirador ainda assim. Não curto aquele papo de "Ah Romulo, as pessoas não entendem neh".. Porra, um filme caro desses tem a obrigação de ser entendido por quem não tenha background na mitologia do cara. Eu não achei nenhuma ponta solta, mas talvez eu as tenha preenchido sem perceber...

Tipo assim, será que o grd público sabe o que é um Elfo? Eles sabem o que é um duende, um gnomo, mas Elfo? Na lata assim num é todo mundo que sabe não ...
Anão pro público geral é um cara baixinho e olhe lá ...
Por ai vai ...

Será que o filme é só pra entusiastas da fantasia? Num precisa nem ter lido tolkien, mas que goste do fantástico... Será que o público ainda gosta de coisas fantásticas? Vale lembrar que Labirinto e Willow foram mal das bilheterias ...

Senhor dos anéis está indo bem, mas eu quero captar mais impressões para me certificar do que está acontecendo ...

Acho que vou levar minha mãe pra ver, pra ela RPG é aquele jogo maluco que faz os filhos dela ficarem na rua até tarde e os livros do Tolkien são só mais uma coisa pra entulhar a estante do quarto ...
Mas minha mãe é esperta, capta as coisas muito bem... Em fim, eu não creio em média, mas acho que a opnião da minha mãe para o senhor dos anéis sera um bom ponto de partida ...

Levem suas mães para ver tb, a não ser que elas sejam entusiastas de Tolkien, nesse caso levem suas avós. Vamos coletar as opniões das mães que assistiram senhor dos anéis... Pq? E pq não?

Outra coisa, O filme tem o certificado Romulo de "não contém anão marica", o gimli bate com o lado certo do machado e faz um estrago bunito nos orcs, diferente daquele anão podre e fedorento do filme Dungeons & Dragons.

Em fim, vejam e depois vejam de novo e, se possível, vejam mais uma vez ...

2 de jan de 2002

A gente, tenho um pedido de desculpas a fazer, lembra a mensagem lááááá em baixo em que eu agredeci a uma pá de gente? Pois é, faltou nome :P
Esqueci do Thales (o único Coppola que conheço pessoalmente), vulgo horroroso e sua namorada Chris... Grandes amigos :)
O Thales é presença essencial em minha vida tb, é sempre bom ter um amigo quase tão mal carater qt eu ...
Se bem que ele tem fraquejado um pouco... ta amolecendo ...
Fazer o que ...

Postei um pouco além da conta hj, tava atrasado no assunto e adiantado no trabalho, coisas da vida... tinha até mais coisa pra falar, mas falo depois pra não ficar over. Daqui a algumas horas vou ver o Senhor dos Anéis, óbvio que não consegui ver na estréia como havia prometido a mim mesmo, mas faze o que, antes tar de do que nunca... Tem amigos meus que já viram duas vezes só ontem ...
O filme tem 3 horas ...



Senhoras e Senhores o Primeiro "Por favor não me incomode" do ano vai para:
tchan tchan tchaaaannnnn

Jovem Pã
Ou ainda Jovem Rio agora eu acho
Aquela merda de rádio chata pra caralho que entrou no lugar do dial da fluminense entre as fms (94,9)

Esse selo vai em nome de todas as mães de santo, que tiveram seus rituais beíssimos de ano novo detonados pelas caixas de som imensas, extridentes, chatas pra caralho, que a Jovem Rio colocou em toda praia de copacabana (não sei de outras praias), óbvio que com a autorização insensata e indevida da Prefeitura do Rio e da Rio Tour. As tais das enfadonhas caixas só tocaram música pra boi dormir, quebrando completamente o clima do revellion (Ai Rafael, eu acho que tem a ver com revelação, parece pelo menos), mas mesmo que elas tocassem Squirrel Nut Zippers a noite inteira seria um desrespeito imenso, e eu estaria tão puto qt, com os participantes dos rituais de fim de ano que estavam sendo ministrados na praia, eles mesmos mal conseguiam ouvir os atabaques e as cantorias, parabéns para os santos que conseguiram baixar mesmo naquele clima nem um pouco propenso... Já falei então, tomara que ano que vem role mais bom senso... A quem eu quero enganar? Proavelmente vai ser até pior ...
Ainda assim, continuemos a campanha... todos juntos agora:

JOVEM RIO
Adicionei o Icon of Coil ai do lado pra continuar a listagem de "bandas que acham a mola (é, isso mesmo, mola) um negócio bacana ...
Acho peculiar que todas as citada flertem com o industrial-goth-EBM-Ethereal e essas coisas divertidas, alegres e cheias de vida ...

Acho que vou mudar o nome da minha banda pra Deus ex Coil... perfeito como não pensei nisso antes ...

Icon of Coil é bacaninha, mas na linha do vnv nation só que um pouquinho de nada mais farofa, eles até tem um mix de Genesis que acabou ficando parecido com a trilha sonora de Queer as Folk ...

Eu ia falar tb que essas bandas são as favoritas da Lessie (que é uma Colie pra quem não pegou a piada), mas achei melhor não... O que? eu já digitei? Já Postei? Ah, então foi ...