4 de jul de 2002

Ainda sobre o Mark Sandman

A problema de ser feliz e ter uma vida boa é a certeza de que nunca vai se extrair genialidade da merda. Não é possível ser um Byron, um Baudelaire, um DeQuincey, um Huxley, um Burroughs, um Bukowisk ou até mesmo um Ian Curtis.

Só me resta ficar aqui no topo da minha felicidade admirando a saga dos corações partidos e das vidas sem rumo.

Para fechar: eu acho a letra de empty box tão foda que estou fazendo um cartão da voxcards inspirado nela.

Nenhum comentário: