26 de nov de 2008

Sobre como eu vejo as minhas notas na faculdade

O contexto é longo, mas eu vou encurtar.

Minha primeira experiência numa faculdade foi traumática. Juntou a bagunça do serviço público com minha irresponsabilidade adolescente e o resultado foi terrível. Abandonei a faculdade no quarto ano durante uma greve que já durava meses e fui trabalhar. Meu CR era algo como 4,5 devido as muitas matérias que abandonei e trabalhos ruins que entreguei.

Hoje, na minha segunda experiência num bacharelado, CR se tornou uma questão de honra. Pretendo me graduar mestre e doutor e mesmo sendo o CR nada determinante não quero que ele me falte na hora de um desempate. A partir disso, criei a minha interpretação do que querem os professores dizer ao dar notas para alunos num curso de Ciências Humanas. Segue:

Entre 0 e 5,5:
- Vai embora daqui, nunca mais quero ver você na vida.

Entre 6 e 7,5:
- Termine logo essa faculdade e suma.

Nota 8 (o CR de corte para alguns mestrados):
- Eu até aceito que você vire um acadêmico, mas não sou eu que vou ajudar você a chegar lá. Equivale a uma abstenção.

Entre 8,5 e 9,5:
- Eu quero que você vá para o mestrado, mas respeito os colegas que não concordarem com minha opinião.

Nota 10:
- Você pode ser útil para mim, tome esse biscoito.

Um comentário:

coiote disse...

Excelente. Vou começar outro curso e o plano também é excelência acadêmica (e isso sem intenções de pós ou mestrado, por ora). Espero que na Comunnicação haja colaboração dos professores nesse sentido.